You are currently viewing A saúde do sono: dormir bem é o melhor remédio

A saúde do sono: dormir bem é o melhor remédio

Tudo funciona melhor depois de uma boa noite de sono. Certo? Certíssimo! O sono é um dos componentes mais importantes da nossa saúde e longevidade. Mas o que nos ajuda a dormir melhor? Nesta série sobre a saúde do sono, nossa chief dreamer officer, Lucia Barros, escreve sobre todos os elementos que contribuem para termos noites (e dias!) mais tranquilos.

Uma boa noite de sono começa muito antes de irmos para a cama. Nossas atividades logo antes de dormir, o horário que nos deitamos, o que comemos no jantar — tudo isso tem influência direta sobre a qualidade do nosso descanso, bem como a iluminação e a temperatura do quarto e até os lençóis e pijamas que você escolhe também. No post de hoje vamos falar sobre a iluminação.

ILUMINAÇÃO

A luz informa e afeta várias das atividades do nosso corpo. Com o sono não é diferente. Após as 19hs, tente reduzir a quantidade e a intensidade de luzes na sua casa, dando preferência aos tons amarelados, mais suaves. Isso ajuda a ir preparando o corpo e a mente para o descanso. 

Idealmente duas horas, mas no mínimo uma hora antes de dormir, desligue os aparelhos eletrônicos, como celulares e tablets. Esses devices emitem uma luz azul de ondas curtas que afeta os foto-receptores em nossos olhos, impedindo a produção de melatonina. Esse hormônio é produzido no escuro e é responsável por avisar nosso corpo que é hora de dormir. Quando não produzimos melatonina suficiente,  ficamos rolando na cama sem conseguir adormecer.

Tente sempre deixar o quarto o mais escuro possível quando for se deitar. Os blackouts são ótimos aliados para não deixar a luz de fora entrar. As máscaras para dormir também funcionam muito bem, apenas sendo preciso tomar cuidado com o tecido de que são feitas para garantir a saúde da sua pele. Na Lillas en Provence utilizamos apenas o puro algodão egípcio, tricolines finas e seda para as máscaras de dormir. Todos tecidos de fibras naturais, que permitem à pele respirar e são muito delicados no toque.